Arquivo mensais:junho 2011

Como fazer seu filho comer bem – parte 6

Por: Mayra A.

Ontem levei o Francisco, que fez 5 meses, para sua consulta mensal. Fiquei impressionada com as mudanças na conduta do pediatra (detalhe: ele continua o mesmo!) desde que fui levar o Pedro, há quase 7 anos.

Hoje todos estão preocupados com a obesidade infantil. Segundo o médico, leite integral só até os dois anos. Depois, o recomendável é o semidesnatado, que tem as mesmas propriedades e menos gordura.

Suco para o meu bebê de 5 meses não é indicado! Tem muitas calorias… Melhor apostar na papinha de legumes, frutinha de sobremesa e leite. Se tiver sede (além do leite) é para tomar água mesmo.

Entendo. Afinal, 3 laranjas espremidas são uma bomba calórica. Mas eu nunca tinha pensado que bebês de poucos meses precisariam se preocupar com isso… Pelo jeito, sim!

Surfando na nova onda, pra você Francisco, uma mamadeirazinha de H2O!

PS: Eu dei suco pra ele sim, tá?

 

15 Comentários para “Inspirando crianças a comer direitinho – parte 6”

  1. Heloisa disse:

junho 29, 2011 às 3:44 pm  (Editar)

Acredito que a obsedidade infantil está bem mais relacionada com o “atual” estilo de vida das famílias do que com essas três pobres laranjas. Finais de semana regados a “fast-food” e semanas turbulentas, engolidas pela corerria do dia-a-dia.
Não temos mais aqueles momentos dedicados as refeições, e isso faz com que a alimentação, que começa no carrinho de compras no supermercado, seja cada vez pior.

  1. Tatiane Holiver disse:

junho 29, 2011 às 10:03 pm  (Editar)

Olá Mayra

Eu tenho 2 filhos, o Bruno de 11 anos e a Letícia de 1 ano e 8 meses.
O Bruno nesta fase de começo de adolescência está meio gordinho, come muitas besteiras e zero alimentação saudável.
Já a Letícia pesa somente 10 kilos é magrinha e eu ficava muito preocupada, passei em vários pediatras e eles achavam engraçado pq eles me diziam que a maioria das crianças precisavam emagrecer e que a minhe bebê estava bem assim, ela se alimenta muito bem e não tem nenhum problema de saúde é o biotipo dela que puxou ao meu marido magrelo, me senti aliviada e acho que no futuro para ela vai ser bom ser magra rsrsrs. Agora com o meu filho eu já me preocupo e fico em cima dele o tempo todo.
Ah… esta vida moderna e cheia de comidinhas prontas acabam com o nosso corpinho rsrs….
Beijos

  1. Sheron disse:

julho 1, 2011 às 10:52 am  (Editar)

KKKKK no meu caso era EU. Comecei a gravidez um pouquinho abaixo do peso, e com os enjoos do inicio não segurava nada no estomago.
Eu me achava gorda (mulheres, nunca estão satisfeitas), mas meus medicos diziam que estava abaixo do peso.
Fazendo as contas no verso do meu cartão de gestante fiquei tão feliz pois minha barriga e meu peso estavam ideais desde o 3º mes, e fiquei menos preucupada.
Em certo ponto, estou liberada para tudo, só tenho restrição ao exagero, o que é otimo pois fico menos tendenciosa a diabetes e a hipertenção.
Espero que seja assim com meu bebê.

  1. mayra disse:

julho 1, 2011 às 8:40 pm  (Editar)

Melhor se cuidar mesmo né Sheron? beijo,

  1. mayra disse:

julho 1, 2011 às 8:40 pm  (Editar)

Pois é Tatiane, temos que nos controlar mesmo, né? beijo

  1. mayra disse:

julho 1, 2011 às 8:43 pm  (Editar)

Heloisa, por isso mesmo estou bem interessada em Slow Food. Acho que o que você disse tem atrapalhado muito a alimentação. No caso das laranjas, acho que faz sentido, ninguém come 3 laranjas, uma em seguida da outra, por isso não precisa de 3 laranjas expremidas. Uma já dá… rsrs
Já o leite semidesnatado, segundo o pediatra, como a geração dos bebês de hoje viverá muito, o ideal é evitar o acúmulo de gorduras, que pode gerar doenças mais tarde. beijo,

  1. Simone disse:

julho 2, 2011 às 6:08 pm  (Editar)

Discordo! Inclusive não existe só o suco de laranja, há outros menos calórios, por exemplo o de melancia. E outra, é melhor tomar um suco de laranja que tenha um pouco mais de calorias mas tem outros nutrientes e é saudável!

  1. Mariane disse:

julho 2, 2011 às 8:13 pm  (Editar)

Acho que devemos tomar cuidado para não transferir a paranóia das dietas e do ideal de ser magérrima para a dieta dos bebês. Sabe-se que existem ácidos graxos (gorduras) essênciais ao desenvolvimento cerebral das crianças, os quais devem ser obtidos da alimentação. E ainda acho os sucos (sem adição de açucar) importantes para eles tb, afinal as frutas são fontes de vitaminas. Criança que tem um dia-a-dia ativo, com muitas brincadeiras gasta energia e tem o direito de se alimentar bem. Para mim o que não vale é querer prescrever dieta hipocalórica ao bebê supondo que ele vai ficar sentado vendo TV o dia todo.

  1. Jubiraci Melo disse:

julho 2, 2011 às 8:18 pm  (Editar)

Tenho 2 filhos a Jéssyca de 06 anos e o Matheus de 02 aninhos,o mais novo come direitinho mas a mais velha tenho que controlá-la nas guloseimas…rs!

  1. Eline Vaz disse:

julho 3, 2011 às 3:40 am  (Editar)

Meu filho tem 8 meses, 8.500 kg e não dou NADA, absolutamente NADA além, do meu leite materno (que foi exclusivo até os 6 meses, comidinha e as frutas. Não dou suco, prefiro que ele coma frutas. Todo dia após o almoço ele chupa uma laranja serra d’água. Ele ama, já fica até esperando rs.
Eu sou demasiadamente preocupada com essa questão da obesidade tanto infantil, tanto futuramente, sobretudo com a saúde dele, por isso não come bolahcas, nem doces, nada disso. Ele vive demasiadamente bem como está. Todos os bebês amiguinhos dele são roliços, menos ele, e seu pediatra disse que isso é só vantagem pra ele. Não darei leite de vaca antes dos 2 anos dele, e quando for dar, começarei já pelo semi-desnatado então, já que eles assim recomendam.
As células de gordura do nosso corpo são produzidas ainda bebês, por isso a preocupação cada vez maior com a obesidade.
Pasma fiquei quando o bebê da minha amiga, de também 8 meses e quase 10 quilos, emagreceu míseros 20 GRAMAS (detalhe que ele adoeceu uns dias antes), e a mulher me passa uma dieta incluindo sorvete de creme e pudim de leite condensado. Enfim…eu que não sigo a cabeça de uma doida dessas.

  1. Jackcelly disse:

julho 6, 2011 às 1:07 pm  (Editar)

Nossa que legal esse post Mayra, sou mãe de primeira viagem e esse mês a minha filha (Cissa) faz 5 meses e o médico dela é só semana que vem, mas já havia adiantado que esse mês começaria as frutinhas e sucos e já estava pensando nas laranjas, peras, bananas…
Como você distribui esses alimentos durante o dia?? E as mamadas como ficam??
Bjuuu

  1. mayra disse:

julho 6, 2011 às 11:52 pm  (Editar)

Oi Simone, respeito sua opinião, você tem filhos pequenos? O que diz seu pediatra? beijo,

  1. mayra disse:

julho 6, 2011 às 11:55 pm  (Editar)

Oi Mariane, dou frutas sempre, mas entendo que o suco tenha mais calorias do que comer a fruta… mas cada um sabe o que dar para seu bebê, né? Eu tenho vontade de dar suco, mas vou acatar à sugestão do pediatra. beijo,

  1. mayra disse:

julho 6, 2011 às 11:56 pm  (Editar)

Eline, acho que você está fazendo o que penso em fazer com o Francisco. Pergunta: a laranja não assa a boquinha dele? beijo,

  1. mayra disse:

julho 6, 2011 às 11:58 pm  (Editar)

Oi Jackcelly, dou mamadeira quando ele acorda umas 8h, umas 9:30h dou água, depois as 11h dou almoço + fruta + mamadeira (e ele toma mesmo depois do almoço), depois umas 15h mamadeira, umas 18h jantar + fruta + mamadeira e ele dorme e mama 1 vez (ou as vezes 2) no meio da noite. beijo,

 


Comentários :

Comente

Quanto interferir na briga das crianças?

Por: Mayra A.

Tento me controlar, mas quando estou na dúvida, deixo rolar! Já aconteceu, inúmeras vezes, de eu estar quase indo resolver e eles solucionarem sozinhos.

Quando eu tiver certeza que preciso, urgentemente, interferir, daí saio correndo. Ser rápida nessas horas normalmente salva alguém!

Acho bem importante que eles aprendam a se defender. Nada melhor que um irmão para ensinar, não?

Acho bem inapropriado aquelas mães que ficam o tempo inteiro intercedendo e protegendo os filhos, um dos outros, ou até de outras crianças no prédio, pracinha, clube e etc.

Pais superprotetores não protegem os filhos. Muito pelo contrário. Aqueles que protegem demais deixam os filhos indefesos se não estão presentes, o que costuma ser a maior parte do tempo quando eles vão crescendo.

O instinto dos pais é de sempre proteger os filhos. Proteger do que? Acho que da frustração. No fundo os pais querem que os filhos nunca se frustrem.

Pois é, acho o contrário. Quanto antes meus filhos aprenderem a se frustrar melhor para eles, não? Afinal, a vida é assim. Saber levantar depois de um tombo, na minha opinião, é a maior herança que posso deixar para eles. Será que consigo?

Boa sorte para todos nós, pais, que temos que sofrer vendo eles sofrerem, querendo poupá-los, mas ainda assim tendo forças para nos segurar. No final valerá a pena… Espero!

Outros posts:

« Julia aprendeu a ler com o Pedro!

Inspirando crianças a comer direitinho – parte 6 »

5 Comentários para “Quanto interferir na briga das crianças?”

  1. Sheron disse:

junho 26, 2011 às 1:03 pm  (Editar)

É verdade, lembro-me que minha mãe também saia nas carreiras quando o negocio “pegava” de verdade, mas enquanto ela so ouvia gritos de exigencia e não de dor ela fazia ouvidos de mercador, sabendo eu que ela ouvia tudo!
kkkkkkkkkkk
O meu Chega em setembro, e apezar de ser o primeiro seu blog está me ajudando muito.

  1. Kátia Bizan (mãe de três) disse:

junho 27, 2011 às 7:45 pm  (Editar)

Oi Mayra!

Concordo com você! Não é fácil não! Começa um “Foi ele! Não foi ela! Que mentira! Foi você!” que Deus nos acuda e nos dê paciência porque se der força, sai da frente!!kkkkkkkkk….

É melhor deixar eles se entenderem e só em último caso interferir… O duro é saber quem está certo e não ser injusto!!

Irmãos são assim mesmo!! Eu era assim com meu irmão e sobrevivemos!!rs..rs..

Bjs!!

  1. erika verginelli | photography disse:

junho 27, 2011 às 8:11 pm  (Editar)

Nossa, amei o seu texto! Sim, realmente é muito difícil e é um exercício diario a gente deixar por conta deles…mas confesso que é complicado…ainda mais pela diferença de idade dos meus pequenos ser bem pouca…mas a gente tem que ser forte! Bjs, Erika

  1. Helena disse:

junho 28, 2011 às 7:22 pm  (Editar)

Oi Mayra,

adorei esse post!
Vivo pensando sobre isso, e concordei plenamente com o que escreveste!
Presencio semanalmente briguinhas entre meu filho e os priminhos(todos de 2 e 4 anos) e posso dizer que quando interfiro, é para os outros não se machucarem, ou quando a briga tá feia(dentro das proporções das idades)e isso não vai levar a lugar algum.
Acho chato aquelas mães que reclamam, por exemplo, na escola, “meu filho foi mordido, tomem providências”. Pô isso é normal entre crianças, é a maneira como eles começam a se expressar, a se conhecer. Claro que se acontecer várias vezes, deve-se ver o motivo…se tem algo psicológico por trás , mas concordo que devemos deixar rolar. E ensiná-los o que é certo ou errado não no meio de uma briga, mas sim em conversas em casa, mostrando que abraços, carinhos são legais, não brigas, acho que assim os filhos começam a entender melhor as coisas.
Beijos,
Helena.

  1. mayra disse:

junho 29, 2011 às 1:43 pm  (Editar)

Muito legal seu comentário Helena, concordo com você! beijo,


Comentários :

Comente

Julia aprendeu a ler com o Pedro!

Por: Mayra A.

Já postei aqui, em outra ocasião, sobre o que as crianças aprendem vendo.

Vou falar agora da Julia. Aos 4 anos, ela driblou a alfabetização escolar – programada para o próximo ano – e aprendeu a ler com o Pedro em casa.

Juro: quando eu vi já tinha sido. Não sei qual tipo de método pedagógico ele usou… Mas funcionou.

Escutei semana passada ele ensinando as sílabas, pois ela já conhecia as letras, uma a uma. Ele dizia assim:

– “Julia, o P, quando junta com o A, forma PA”.

Lembro de escutar isso uma vez, mas não dei importância pois achei que ela nem fosse processar. Engano meu. Na cabecinha dela tudo foi processado e decodificado.

Hoje, ao acordar, parecia que ela tinha tomado uma pílula mágica. Começou a ler tudo que estava em letra de forma: GA-TO DE BO-TA-SSS… VO-N-TA-DE… E assim vai.

Fiquei meio confusa, pois acho que o mais adequado seria aprender na escola. Mas, o que posso fazer?

Brinco que, com o primeiro filho, podemos controlar melhor as coisas. Com o Pedro eu tinha a maior frescura com as pessoas que chegavam em casa para visitá-lo. Elas não poderiam estar resfriadas e tinham que lavar a mão.

O que fazer com três crianças em casa? Desinfetar os mais velhos com cândida cada vez que voltam da rua? Sim, porque eles beijam e amassam o Francisco, enfiam o dedo na boca dele, etc. Impossível controlar.

Assim como o processo caseiro de alfabetização da Julia fugiu completamente do meu controle! Só rindo mesmo…

 

13 Comentários para “Julia aprendeu a ler com o Pedro!”

  1. MAJOY disse:

junho 16, 2011 às 1:41 pm  (Editar)

Aiiiiiii…as crianças são impressionantemente imprevisíveis…quem diria??? Como tem o Pedro que a incentiva ,ela vai encurtar etapas em tudo em sua vida ….imagina o Francisco então…hahahha vai ler com 2 anos e meio!!!!!! Sorte filhota ,pra todos!!!!!

  1. Cris disse:

junho 16, 2011 às 3:06 pm  (Editar)

Oi! Acompanho seu blog ha algum tempo. Tenho dois meninos, um de 2 anos e outro de 1 mes. E desde a gestacao do primeiro, tenho o desejo secreto de ter um trio, como voce… vamos ver se manterei a coragem. Eu ja sou meio ‘amor de vo’ desde o primeiro, imagine no terceiro…
Eu tambem aprendi a ler assim, meio que com a minha irma mais velha. Eu nem ia na escola, tinha 4 anos, e um belo dia comecei a ler tudo que via pela frente, em letra de forma mesmo. Me lembro claramente do momento em que li as primeiras palavras em uma revista. Todo mundo achou que eu havia decorado o nome das coisas, mas eu comecei a ler tudo. Depois, quando entrei na escola, ninguem sabia ler nem escrever, e eu queria anotar as letras das musicas das aulas pra poder cantar sozinha depois hehe.
Cada filho e’ de um jeito, e sempre nos surpreendem ne? Estou aprendendo isso e olhe que meu pequeno fez 1 mes ontem.
Um abracao pra pequena muito esperta!

  1. Tatiane Holiver disse:

junho 16, 2011 às 4:47 pm  (Editar)

Oi Mayra

Que bacana um irmão ensinando o outro, achei lindo.
E a Júlia é super inteligente hein, vai longe está gatinha.
Parabéns pelos filhos e logo mais o Francisco vai aprender as peraltices com os irmãos … he he

Beijos

  1. Lolô disse:

junho 16, 2011 às 5:51 pm  (Editar)

Ai, Mayra, que coisa fofa, isso pra provar que não aprendem com os mais velhos apenas as “artes”.
Então, sobre desinfetar os mais velhos, quando é o dedo ainda vai, e o nariz todo escorrendo que vai dar um beijo na mana e enfia na boca? ai G-zuis, só rindo. Fzer o que? Desencanei, rs

  1. Bárbara disse:

junho 16, 2011 às 6:02 pm  (Editar)

Que linda!!!
Acho que o melhor método, é esse… Natural e com a ajuda do irmão!!! Espero que a Ellen ensine o Felipe tb
Parabéns pra Jú!!!

E pro irmãozão que a ensinou… Mtos beijos e abraços apertados!!!

  1. Kátia Bizan (mãe de três) disse:

junho 17, 2011 às 12:17 pm  (Editar)

Oi Mayra!!

Que legal!! Isso vai ser lembrado para sempre na cabecinha deles e também na de vocês!! Que lindo!! Um baita orgulho heim?

Parabéns!!

Bjs!!

  1. mayra disse:

junho 18, 2011 às 7:13 pm  (Editar)

Obrigada mami pelo carinho!

  1. mayra disse:

junho 18, 2011 às 7:16 pm  (Editar)

Obrigada Cris e beijos para os seus dois (e quem sabe três!)

  1. mayra disse:

junho 18, 2011 às 7:17 pm  (Editar)

Pois é Lolô, não tem jeito! rsrs

  1. mayra disse:

junho 18, 2011 às 7:18 pm  (Editar)

Fiquei contente, Katia, por ver o quanto eles são próximos! beijo,

  1. Luana disse:

julho 18, 2011 às 5:57 am  (Editar)

Oi Mayra, acompanho seu blog desde a gravidez, minha filhota também está com 4 meses, fase maravilhosa né?! Porém ainda não consigo fazer mil coisas como vc (um dia eu chego lá, rsrsrsrs), mas venho te parabenizar por esse blog maravilhoso, e agradecer por dividir conosco sua rotina auper instrutiva e animada (e bota animada nisso! rsrsr).
Um beijo

  1. mayra disse:

julho 18, 2011 às 11:53 pm  (Editar)

Obrigada Luana, tenho tantos afazeres e ainda escrever o blog… fico super contente quando alguém fala que gosta, vale muito a dedicação! beijo,

  1. raquel disse:

setembro 9, 2011 às 3:07 pm  (Editar)

Tenho 3 pequenos tbém.o Samuca tem 8 a Késia 5 e agora o Caleb fez 1 aninho…descobri o blog agora e ainda bem q não é só aqui em casa q se perde o controle(no bom sentido)todo o cuidado do primeiro filho num dá pra ter com o terceiro pois os maiores chegam da escola já grudando no pequeno;e o bebê faz festa,pra q interferir!!!É uma deliciosa loucura….


Comentários :

Comente

Julia está menos ciumenta!

Por: Mayra A.

Graças a Deus… Ufa! Digo isso porque, há algumas semanas, a Jujú está menos birrenta e mais segura em seu novo lugar na nossa família. Afinal, não deve ser nada fácil deixar de ser a caçulinha para tornar-se a irmã do meio.

Julia teve uma fase difícil e estava agressiva comigo e com o Pedro. Sinto que ela estava com raiva de mim. Agora, que o Francisco está com 4 meses e meio, ainda bem que tudo está melhorando…

A Jujú redescobriu seu lado maternal com o irmãozinho. Digo que redescobriu, pois sempre amou ser a mãe de bonecas e bichinhos. Está fazendo exatamente tudo igualzinho a mim… Fala com o Francisco do mesmo jeitinho que eu! E, além disso, quer participar nas tarefas do dia a dia, como trocar fralda e dar banho.

Tivemos algumas conversas. Nesses bate-papos, eu fiz questão de frisar que ela é e sempre será minha melhor amiga. Acho que o medo de perder tudo está passando.

Hoje fiquei muito, mas muito feliz com o desenho que ela fez pra mim. Mostra esta linda relação entre mãe e filha, que, mesmo com seus altos e baixos, é intensa e eterna.

Amo você Jujú!

6 Comentários para “Julia está menos ciumenta!”

  1. Mi disse:

junho 10, 2011 às 8:17 pm  (Editar)

Adoro seus posts sobre a Júlia…Ela é linda

Parabéns pela Filha!!!
Bjos

  1. Tatiane Holiver disse:

junho 10, 2011 às 8:48 pm  (Editar)

Oi Mayra

Dá para entender um pouco a Júlia, afinal eu tbm ficaria brava em deixar de ser a caçula rsrsrs, mas ela tem que entender que tem um irmãozinho menor e que você tem o mesmo amor para todos os três.
É lindo o desenho que ela fez, uma fofa.

Beijos mil

  1. Bárbara disse:

junho 13, 2011 às 3:58 pm  (Editar)

Aqui em casa o ciúmes chegou agora. Aos 11 meses do Felipe, a Ellen tem sentido mto ciúmes, mesmo amando ele.
Faz parte, o negócio é conversar mto, e dar mto carinho e atenção…
Bjs

  1. Roberta disse:

junho 13, 2011 às 5:16 pm  (Editar)

Q bom mas q desenho fofo!!
Bom eu estudo pedagogia e poderia dizer que a Julia esta fase que é a pre esquemática ( no ponto de vista da arte), fase em que atraves dos seus desenhos também a criança expõe seus sentimentos nele,e de como a criança se vê,e também o seu cotidiano é uma fase relacionada a afeto e sentimentos.(Tem o controle do traçado,figuras humanas,podemos ver pelos pés e mãos no seu desenho,esta passando a se reconhecer e etc…)
Podemos ver pelo desenho que realmente ela se sente amada!!!Ela esta entendo direitinho Mayra.
(FIZ UMA ANÁLISE DO DESENHO…RSRSR)Amo a pedagogia por isso!!

Bjss continue assim ,sendo essa mãe maravilhosa!!

bjsss
Espero que tenha gostado!!

  1. mayra disse:

junho 13, 2011 às 8:29 pm  (Editar)

Ai Roberta, que legal, amei! Deste jeito vou te mandar outros desenhos! rsrsrs

  1. Roberta disse:

junho 14, 2011 às 12:32 pm  (Editar)

ok!!Bjss!!


Comentários :

Comente

Jornada sêxtupla

Por: Mayra A.

Tempo para mim mesma, marido, filho #1, filho #2, filho #3, trabalho. Como diz minha prima e sócia Pati: a rapadura é doce mas não é mole não.

Muita gente anda me perguntando como eu dou conta do recado.

Conselhos (se fosse bom ninguém dava, vendia, mas vamos lá):

1) Diminua a expectativa. Impossível sair tudo 100%. Quem faz muitas coisas, tem que ser mais tolerante e saber aceitar o bom versus o excelente. Você, nada e nem niguém precisa ser perfeito.

2) Mantenha a calma.Quando tudo parecer um caos e você tiver vontade de gritar, respire fundo e tenha confiança que tudo dará certo. Simplifique e descomplique.

3) Aprenda a delegar e dê responsabilidade às pessoas ao seu redor, inclusive aos filhos. As pessoas podem SIM se virar sem você por perto. É só você deixar.

4) Diga não quantas vezes for necessário. Seu tempo é a única riqueza que possui. Quando alguém quiser marcar algo urgente com você, pergunte-se se você tem a mesma urgência. Ser um pouco egoísta vai economizar tempo, e este sobrará para você.

5) Permita-se ficar chateada, às vezes. Tome um drink quando a coisa apertar.

6) Tenha uma hora por semana (no mínimo) só sua.

7) Tenha pelo menos um final de semana por ano com o marido e sem as crianças.

8.) Saiba, no meio da agitação, reconhecer aqueles momentos mágicos e deixe o seu dia parar por alguns segundos – um sorriso de um filho, uma ligação de uma amiga querida, um café com o marido – para depois retomar o ritmo. Não deixe a vida passar enquanto você corre.

9) Todas as escolhas que fazemos tem um preço. Pague o seu à vista e aproveite os benefícios!

 

12 Comentários para “Jornada sêxtupla”

  1. Tatiane Holiver disse:

junho 4, 2011 às 7:31 pm  (Editar)

Mayra

Aqui em casa somos em 4: eu,marido,um filho de 11 anos e uma bebê de 1 ano e 7 meses.
Tem dias que fico doidinha com tanta coisa para fazer,mas tento manter o controle para ir fazendo do jeito que dá.
Desde que a minha mais nova nasceu eu e o marido ainda não conseguimos sair juntos sozinhos e estamos precisando deste tempo só nosso.
E ainda o meu marido pensa em ter mais um (futuramente), eu já nem penso mais nesta idéia pq sobra tudo muito para a mulher e eu quero é sossego rsrsr.
Beijos !!!

  1. mayra disse:

junho 5, 2011 às 1:02 am  (Editar)

Tatiane,
Sempre digo que a mulher tem que ter a palavra final sobre mais um filho, afinal para o homem é mais tranquilo mesmo… rsrsrs
Mas com um bebê de 1 ano é natural você não querer… quem sabe mais pra frente?
beijocas,

  1. Bárbara disse:

junho 5, 2011 às 2:09 am  (Editar)

Olha, penso como vc… Delegar, não esperar mto do outro, e por aí vai…
Tudo passa…
Bjs

  1. Renata disse:

junho 6, 2011 às 3:55 pm  (Editar)

Oi Mayra… nossa, eu só com um filho e o maridão já tem dia que me vejo louca pra cuidar de tudo, imagino você!
Mas ainda quero ter mais dois filhos… A gente sempre dá um jeitinho né?
Não tenho meus pais por perto porque moramos em outro estado, mesmo assim ela ainda me ajuda muito e vez ou outra tiramos um final de semana, levamos o Arthur para Recife (onde eles moram) e viajamos sozinhos pra perto, só pra curtir mesmo, ter um momento nosso. É importante a gente manter um pouco da nossa rotina de mulher mesmo depois dos filhos ne? E o casamento nao pode ficar em segundo plano… Com jeitinho a gente tem que se dedicar um pouco!
No dia a dia, posso contar com meu marido, confesso que no começo fiquei meio insegura, achava que ele nao ia saber dar o banho como eu, dar a alimentação, mas aos poucos fui aprendendo que preciso deixar que ele participe, que faça as coisas do jeitinho que ele sabe e que nao somente o meu jeito é o certo… E ai vamos seguindo. O meu tá com 01 ano e 09 meses e eu estou iniciando os planejamentos para um segundo! Tou super empolgada… kkkkkk

  1. karine disse:

junho 6, 2011 às 6:52 pm  (Editar)

Gente amei as dicas!
Um final de semana por ano é ótimoooooo!
Mais é isso ai,tudo tem um preço!
Um beijo

http://aventurasdomundomaterno.blogspot.com

  1. fernanda disse:

junho 9, 2011 às 8:41 pm  (Editar)

A.D.O.R.E.I………….

  1. Celina (mãe de 3 meninos) disse:

junho 9, 2011 às 11:35 pm  (Editar)

Oi Mayra! Obrigada pelo post!Lindo! Parece que tavas falando comigo! hehe
Também trabalho fora e as vezes me vejo bem no limite da sanidade! Mas respiro fundo(e graças a Deus) nunca ultrapassei esse limite!
Mas como lá em casa são 4 homens (1 homem e 3 homensinhos) as vezes a coisa fica feia! Pode ser muito mais culpa minha mas, eita que só sabem pedir isso ou aquilo! E a bagunça então? Mas sempre que possível digo que eles mesmos podem fazer o que me pedem.
Enfim muito obrigada pelas palavras! Grande beijo!

  1. Kátia Bizan (mãe de três) disse:

junho 13, 2011 às 2:54 pm  (Editar)

Oi Mayra!

Nossa!!! Adorei o texto!!! Muiiito bom!! Concordo plenamente e é assim mesmo quando se é mãe de três, dois, um, ou mais de três… Se a gente não der um tempo para gente, ou para os dois e delegar a gente fica louca, podre de cansaço, feia por não se cuidar e depressiva por estar feia, cansada e louca!!
Uma coisa puxa a outra para o bem ou para o mal!!
Adorei! Parabéns!!
Bjs!!

  1. Kátia Bizan (mãe de três) disse:

junho 13, 2011 às 3:01 pm  (Editar)

Mayra,

Gostei tanto do texto que coloquei no meu blog, mas indiquei a fonte tá?

Se você não gostar, me avisa que eu retiro…

Segue o link se quiser ver http://momentoskatia.blogs.sapo.pt/

Bjs!!

  1. mayra disse:

junho 13, 2011 às 8:27 pm  (Editar)

Claro que gostei, é uma honra! beijo,

  1. Vera disse:

julho 16, 2011 às 2:56 am  (Editar)

Oi Maiara achei as dicas otimas,pois adotei 3 crianças de uma vez,a minha vida mudou,minha casa,virou uma loucura,tudo fora do lugar,mas estou pegando o geito.bjus
adorei

  1. mayra disse:

julho 18, 2011 às 11:52 pm  (Editar)

Boa sorte Vera e parabéns pelo seu gesto! beijo,


Comentários :

Comente

Como fazer seu filho comer bem – parte 5

Por: Mayra A.

Como trabalho com culinária e sou mãe de três, muitas pessoas me perguntam como fazer para as crianças comerem. Já escrevi alguns posts sobre isso.

Hoje quero abordar o tema, novamente, para ilustrar algo que sempre tento explicar. O exemplo. As crianças aprendem muito enquanto estão apenas nos observando.

Ontem levei o Pedro e a Julia jantar comigo em um restaurante japonês. Eu como coisas esquisitíssimas, confesso, e eles quando veem, ficam interessados. Mas muitas vezes fazem:

– “Eca!”

Ao conversarmos tranquilamente, sem pressão do tipo Vocês têm que experimentar, senão não trago mais, eles escolheram o que iam comer. Julia pediu pepinos e alga com shoyu. Pedro pediu sashimi de atum e salmão e arroz grudento. Pedi mais um bifinho para completar. Afinal, de vento ninguém vive. Eles comeram mais ou menos e o meu pedido chegou.

Estavam me olhando e quiseram experimentar o sushi de polvo. Sim, eu contava uma história sobre as ventosas. Eles quiseram pegar na mão e, no final da história, muito curiosos, já estavam com o treco na boca.

Depois, eu tomava minha missoshiro e arriscaram um golinho. E assim vai. Sem stress, aos poucos, conhecendo um ingrediente aqui, outro ali. Só sentir o cheiro já é uma maneira de experimentar. Experimentar, para mim, é vivenciar usando os cinco sentidos, não apenas o paladar.

Ah, esqueci de contar que a Julia deu uma mordida naquela folha japonesa meio adstringente (esqueci o nome) que colocam para enfeitar no prato de sushi e também curtiu.

Ah, como eles aprendem vendo!

O melhor aconteceu hoje. Acabamos de almoçar e lavei a louça, coisa que eles nunca tinham me visto fazer. Outro motivo para a atitude que irão tomar foi que minha mãe, essa semana, comentou que os filhos do namorado dela punham a mesa e lavavam a louça…

Acabamos de comer e lá foi o Pedro para a pia dizendo:

– “Mamãe, agora eu que vou lavar a louça”. Depois a Julia resolveu imitar também.

No final eram os dois (e a cozinha!) molhados. Mas deixei. Achei legal. Só trocar de pijama e pronto.

Olha a cena aqui!

OBS: Os dois estão com o cabelo meio engraçado pois andaram dando uma de cabelereiros… rsrs

 

11 Comentários para “Inspirando crianças a comer direitinho – parte 5”

  1. Mi disse:

junho 1, 2011 às 5:28 pm  (Editar)

Que lindos…

O meu em casa tambem ta dando de cabelereiros…

Bjos.
Deus abençõe vcs Familia linda

  1. Tatiane Holiver disse:

junho 1, 2011 às 9:22 pm  (Editar)

Mayra

Eu odeio comida japônesa, argh !!!! rsrsrs.
Agora lavar a louça é uma boa, o meu filho sempre colabora comigo em casa e eu acho importante ele manter a ordem da casa.
Eles estão lindos nas fotos…

Beijos

  1. Joice disse:

junho 2, 2011 às 2:01 pm  (Editar)

Querida adoro o blog…Vc acredita que meu filho de dois anos come arroz 7 grãos,salada e muitos legumes…Nem eu acredito as vezes todo mundo me pregunta o que eu faço e digo eu como tb…(Claro que ele come doce e batata frita tb)Um bjo grande e tudo de bom…

  1. mayra disse:

junho 2, 2011 às 2:22 pm  (Editar)

Obrigada Mi, vamos esconder as tesouras? rsrs

  1. mayra disse:

junho 2, 2011 às 2:22 pm  (Editar)

Obrigada Tatiane, vamos tentando fazer o melhor que podemos, né? beijo,

  1. mayra disse:

junho 2, 2011 às 2:23 pm  (Editar)

Joice, imagino que você deva dar um bom exemplo, parabéns! beijo,

  1. Bárbara disse:

junho 2, 2011 às 6:50 pm  (Editar)

Acho que estimular esse tipo de atitude é tudo, pena ser no inverno, hehhehe, falo isso pq tenho uma prima de 20 anos que não arruma nem a cama, nem na casa dela, nem na dos outros, mesmo minha tia sempre fazendo, isso pq minha tia nunca deixou, alegando que a filha dela só iria estudar, deu numa preguiçosa de mão cheia, e é mto feio…
Como vc falou, é só trocar os pijamas e pronto!
A minha menina arruma a cama dela, mesmo que depois eu tenha que ir lá e arrumar melhor
Bjs…

  1. mayra disse:

junho 4, 2011 às 3:05 am  (Editar)

Isso mesmo Bárbara, é sempre bom que eles saibam se virar, né? beijo,

  1. isabel-bel disse:

junho 4, 2011 às 4:07 pm  (Editar)

Que lindos os pimentinhas…mas ja estou pensando na minha cozinha…aiaiai, mas tudo bem “ELES PODEM”

  1. mayra disse:

junho 5, 2011 às 1:00 am  (Editar)

Hahaha, Bel aguarde!


Comentários :

Comente