Arquivo da tag: mayra abbondanza abucham

Couve de bruxelas com limão, tomilho e páprica

Por: Mayra A.

Como incluir couve de bruxelas na alimentação das crianças?
Adorei esta receita que encontrei no blog The Kitchn.
Fiz algumas adaptações e traduzi a receita para vocês!

Fonte e fotos: The Kitchn

Esta receita leva limão, tomilho e páprica. A couve de bruxelas pode até ser fatiada um dia antes, se facilitar a logística da sua casa, com uma faca afiada ou mesmo um mandolin.

Couve de bruxelas com limão, tomilho e páprica

Ingredientes


250g de couve de bruxelas
2 colheres de sopa de azeite
1 dente de alho picado
1 colher de café de páprica
raspas da casca de um limão
2 colheres de chá de suco de limão
1 colher de chá de tomilho fresco
sal e pimenta a gosto

Modo de fazer

Corte a base da couve de bruxelas. Dispense as primeiras folhas, que ficam por fora. Corte cada um delas ao meio, de cima a baixo. Deite as metades sobre a tábua a fatie-as, ou use um mandolin.
Aqueça o azeite em uma frigideria. Adicione o alho e a páprica e cozinhe por 30 segundos. Adicione a couve de bruxelas fatiada, as raspas de limão, e cozinhe por no máximo 5 minutos.
Desligue o fogo e adicione o tomilho e o suco de limão, e tempere com sal e pimenta.
Para um melhor resultado, sirva imediatamente.

Rendimento: 4 porções

Comentários :

Comente

Cozinhando com música!

Por: Mayra A.

Que tal ligar o som para cozinhar com seus filhos?
Ouça a minha seleção favorita e divirta-se!

Screen Shot 2013-10-11 at 16.40.16

Life of a Maid

 

 

 

 


Comentários :

Comente

Bolachinha para os professores!

Por: Mayra A.

Não seria o máximo presentear os professores com uma bolachinha feita pelas crianças?

Receitinha aqui.

bolachinha


Comentários :4

Comente

Pão de queijo

Por: Mayra A.
pao-de-queijo-e-suco-postFoto: Gumo

Ingredientes

750g d polvilho doce
125g de polvilho azedo
15g de sal
150ml de óleo
400ml de leite quente
875g de queijo meia cura
3 ovos

Modo de fazer

Misture o polvilho doce, polvilho azedo e o sal em uma tigela.
Esquente o óleo, acrescente o leite e despeje sobre esses ingredientes secos, mexendo com uma colher.
Junte os ovos, um a um, e amasse por alguns minutos, até a massa ficar homogênea.
Por último coloque o queijo ralado e misture bem.
Com uma colher de chá faça bolinhas de massa.
Coloque em uma assadeira untada com óleo.
Leve ao forno pré-aquecido a 180°C, por cerca de 15 minutos, ou até dourarem.
 


Comentários :3

Comente

Pic nic!

Por: Equipe Mayra A.

Por que não aproveitar a semana da criança e fazer um picnic com os filhos?
Convide-os para preparar um delicioso Pão de queijo com você!
Para acompanhar, um suco de laranja com morangos. Para fazer é só expremer 4 laranjas pera e depois bater no liquidificador com 4 morangos.

Bom apetite! #dedinhosnacozinha
filhos-ma-post-picnic1pao-de-queijo-e-suco-post


Comentários :2

Comente

receitinhas animadas:)

Por: Mayra A.

É com muita alegria que lançamos as receitinhas animadas:)

A Dedinho de Moça deseja que as receitinhas animadas:) sejam uma forma divertida dos pais e filhos cozinharem juntos, usando o lúdico para fortalecer o vínculo e incentivar uma alimentação saudável.
Este projeto será feito em parceria com o Tiago Soarez.

Abaixo nossa primeira receitinha. Espero que gostem!

Bom apetite! #dedinhosnacozinha

Dedinho de Moça ensina: Cookie de Aveia from Receitas Práticas Ilustradas on Vimeo.


Comentários :6

Comente

Afinal, qual é a consistência?

Por: Mayra A.

Oi pessoal, este post será polêmico, vamos lá!

06

Publicamos no ano passado nosso primeiro livro “O que fazer para meu filho comer bem?” e lá ensinamos a passar a papinha na peneira ou usar o liquidificador para atingir a consistência de purê. Iremos que rever esta parte para a próxima edição, que será lançada em 2015.

De acordo com o Manual de Orientação do Departamento de Nutrologia da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) “A papa deve ser amassada, sem peneirar ou liquidificar, para que sejam aproveitadas as fibras dos alimentos e fique na consistência de purê. A carne, na quantidade de 50 a 70 g/dia (para duas papas), não deve ser retirada após o cozimento, mas sim picada, tamisada (cozida e amassada com as mãos) ou desfi ada, e é fundamental que seja oferecida à criança (procedimento fundamental para garantir a oferta adequada de ferro e zinco). Aos 6 meses, os dentes estão próximos às gengivas, o que as torna endurecidas, de tal forma que auxiliam a triturar os alimentos.
A consistência dos alimentos deve ser progressivamente elevada, respeitando-se o desenvolvimento da criança e evitando-se, dessa forma, a administração de alimentos muito diluídos (com baixa densidade energética) para propiciar a oferta calórica adequada. Além disso, as crianças que não recebem alimentos em pedaços até os 10 meses apresentam, posteriormente, maior difi culdade de aceitação de alimentos sólidos.

Já escrevi aqui sobre como conheci a Priscila Maximino, que hoje é a nossa nutricionista parceira. Ela discorda do uso da peneira e/ou liquidificador, pois tendem a fazer uma papinha mais líquida.

Priscila explica assim: “Ingredientes mais duros não devem ser batidos no liquidificador quando existe um bebê na casa. A carne deve ser desfiada para o pequeno, e não batida. O mesmo vale para vegetais. Bater a comida com a intenção de facilitar o processo de passagem para a alimentação sólida só atrapalha a transição para a comida mais adulta. Sabemos que isto é polêmico, até entre os diferentes pediatras, mas na nossa experiência, facilita as coisas posteriormente para as mães. A papa liquefeita ou peneirada de forma exagerada, escorrega pela garganta adentro e não permite o contato com as papilas gustativas. O resultado é que a criança não distingue bem nenhum sabor nem textura. Seu paladar acaba prejudicado, e a capacidade de perceber nuances de sabores pode sair perdendo para o resto da vida, justamente porque o desenvolvimento deste sentido depende da estimulação de células receptoras espalhadas por toda a boca, especialmente na língua. Por isso, amasse hortaliças e grãos com um garfo e e vá oferecendo pequenas porções. Com o passar do tempo as preparações podem ficar mais, digamos, pedaçudas. Explico esta questão com mais detalhes no meu livro: “Guia descomplicado da alimentação infantil”.

Então pessoal, com exceção de alguns grãos muito duros, que precisam ser rapidamente processados, o melhor é usar o garfo e amassar mesmo! Bom apetite!

 


Comentários :2

Comente